o-que-e-seo-e-copy

O que é seo e copy: exemplos de copywriting

Se você acha que é uma estratégia de spam, vou te mostrar porque marketing direto não é a mesma coisa que spam, não é um marketing agressivo, se bem feito, obviamente, têm coisas boas e coisas ruins, dependendo de quem faz o marketing direto e eu vou explicar aqui como você pode fazer um marketing direto descomplicado e tendo sucesso com essa estratégia, Afinal, o que é seo e copy e conheça exemplos de copywriting?

O marketing direto é a melhor forma de chegar até seu cliente gastando pouco e convertendo muito!

Marketing direto é o conjunto de estratégias usadas para entrar em contato com pessoas que já demonstraram algum tipo de interesse naquilo que você vende, seja um produto ou serviço. Os esforços de marketing direto são voltados tanto para conseguir novos clientes quanto fidelizar os antigos.

A premissa aqui é sempre a mesma: não sair atirando para todos os lados na esperança de fechar novas vendas. Mas sim, usar uma mira precisa para alcançar o público-alvo certo, que tem muito mais chances de realmente efetuar uma compra. E melhor: gastando muito, mas muito menos do que os meios de comunicação em massa feito através de mídias tradicionais.

Competir de igual para igual com empresas multinacionais, seus orçamentos poderosos e o seu enorme alcance de marca é quase impossível. Por isso que o marketing direto é ideal para pequenas e médias empresas, que possuem recursos limitados para ir atrás de seus potenciais clientes.

Qual a relação entre marketing direto e marketing indireto?

O marketing direito é uma estratégia direcionada ao consumidor certo através de mensagens personalizadas. No entanto, isso não significa que toda ação de marketing direto estará dentro do conceito de Inbound Marketing, o marketing da permissão. Para você entender melhor essa diferença entre esses dois tipos de marketing, dar alguns exemplos mais comuns de táticas usadas no marketing direto:

  • Envio de email marketing
  • Newsletters
  • Catálogos de produtos (impresso e online)
  • Flyers
  • Cupons de desconto
  • Ligações
  • Mensagens de Whatsapp
  • SMS
  • Anúncios online direcionados
  • O que é seo e copy

exemplos de copywritingTodas essas ações são direcionadas a um grupo específico de consumidores, sem dúvida. Mas nem todas elas serão feitas com a permissão do consumidor.

Se você recebe as novidades do negocios.net.br através do seu email, é somente porque você decidiu se cadastrar voluntariamente em nossa lista, seja para se manter informado(a) ou porque quis baixar algum material, como ebook ou infográfico.

E, logicamente, você pode se descadastrar a qualquer momento, de forma bastante fácil. Isso porque seguimos o princípio do marketing da permissão, onde é a audiência que escolhe aquilo que deseja consumir.

Apesar do Inbound Marketing ganhar força a cada dia, algumas empresas insistem em manter-se no passado e adotar práticas que irritam e pior, não convertem, como ligações frias para uma base de clientes completamente aleatória, envio de mala direta, que será completamente ignorado e um número sem fim de emails com promoções e descontos que nunca foram solicitados.

E ainda assim estão praticando aquilo que é considerado marketing direto. Uma campanha de marketing direto com uma chamada para ação bem colocada, pode ocasionar aumento das vendas para a sua base de clientes e até mesmo a resgatar aqueles que desistiram, por algum motivo, de comprar com você.

O objetivo central do marketing direto não é gerar reconhecimento de marca nem educar ou informar consumidores sobre os produtos e serviços oferecidos, mas sim levar o lead a tomar uma ação.

Descomplicando o marketing direto: como aplicar essa estratégia no dia a dia de qualquer negócio

Toda ação de marketing direto precisa de dois itens fundamentais:

  • Definição de público-alvo e persona;
  • Dados sobre clientes existentes e potenciais.

Somente com essas informações é possível prospectar leads com maior probabilidade de comprar, entender melhor sobre seu comportamento de compra e assim oferecer soluções mais Toda campanha de marketing direto precisa estar acompanhada de uma call to action.

E para que o seu lead possa de fato fazer a ação que você deseja, vamos entender como as redes sociais e o email podem ser os melhores canais para a sua estratégia de marketing direto.

Redes Sociais

comportamento nas redes sociais

Eu não recomendo que você aposte todas as fichas nas redes sociais, mas se usadas como parte de uma estratégia de marketing direto que envolve blog e email marketing, elas serão excelentes ferramentas para seu negócio. As pessoas não usam um único canal para se comunicar e se informar.

Cada vez mais, nos comunicamos através de aplicativos de mensagem via celular e pelas redes sociais, bem como buscamos informações na TV, nas mídias impressas e, principalmente, na internet.

Logo, faz todo sentido integrar o máximo de canais possível dentro da sua estratégia E as redes sociais mais importantes, como Facebook, Instagram e YouTube, precisam fazer parte.

Use as redes sociais para integrar esses canais e levar sua audiência das redes sociais para seu blog e do seu blog para a lista de emails. Com o uso das redes sociais, você pode:

  1. Ampliar seu alcance, usando a sua própria audiência para espalhar a mensagem;
  2. Gerar antecipação a respeito de uma oferta futura de produto;
  3. Incentivar o compartilhamento de seus conteúdos publicados no blog nas redes sociais

LEIA TAMBÉM:

Gerar prova social para seu produto ou negócio, quanto mais pessoas encontram reações positivas de outros clientes, mais elas tendem a confiar na sua marca. As redes sociais também são ótimas fontes de informação sobre o seu público. Agora você está entendo um pouco sobre exemplos de copywriting?

Você consegue descobrir mais sobre o comportamento de sua audiência, quais seus assuntos preferidos, quais geram mais compartilhamentos, comentários e cliques.

Ao incentivar a participação nas suas postagens através de perguntas, você pode descobrir quais seus hobbies, interesses e estilo de vida.

Conhecendo mais a fundo seu público, você consegue desenhar uma persona mais realista, segmentar e se posicionar corretamente para fazer com que suas ações de marketing direto atinjam o alvo certo.

Apesar das redes sociais serem ótimas ferramentas para incrementar a sua estratégia de marketing direto, quando se trata de uma conversa mais próxima, o email é imbatível.

Email-marketing

como fazer a primeira venda como afiliadoAs estatísticas a respeito do email são impressionantes:

  1. Usuários na internet tem ao menos conta de email.
  2. Checam a sua caixa de entrada de emails x ou mais todo dia.
  3. Existem mais de bilhões de contas de emails criadas. (São x mais contas de email do que todas as contas do Facebook + Twitter combinadas!)
  4. As pessoas que recebem emails promocionais realizaram ao menos uma compra no ano passado.
  5. A cada R$ investido, R$ , é o retorno médio na estratégia de email marketing.
  6. Os usuários de internet tem o email como método preferido para se comunicar com negócios e empresas.

Partindo sempre do princípio que você montou ou está montando uma lista de emails porque oferece algo de valor em troca e não porque comprou alguma lista suspeita, você pode usar seu email como ferramenta de marketing direto para:

  1. Para promover seus novos conteúdos (e velhos também);
  2. Para interagir mais com seus leitores;
  3. Para obter mais receitas na venda de seus produtos ou de afiliados.

No entanto, para obter esses benefícios ao utilizar o email marketing para a sua estratégia de marketing direto, fique de olho nessas otimizações.
Segmente sua lista de emails por interesse dos usuários, afinal, não são todas as pessoas da sua lista que estão interessadas em receber tudo que você envia. Estudos mostram que mais da metade das pessoas abrem emails no seu aparelho móvel.

Portanto, use um bom software de email que seja responsivo, como o MailChimp (link afiliado). Se a ideia do marketing direto é fazer uma comunicação direcionada, seja o mais pessoal possível em seus emails, usando o nome do destinatário no corpo do email.

Invista na criação de títulos irresistíveis para seus emails, mas que não ultrapassam caracteres; os consumidores preferem receber emails semanais sobre promoções de suas empresas favoritas, portanto, saiba que alta frequência de envio automaticamente impacta no engajamento da sua lista;

Evite descadastramentos desnecessários, assim como classificações de spam, colocando um lembrete dizendo onde a pessoa se cadastrou e porque está recebendo seus emails.

Não esqueça de colocar vários links ao longo do email da página que você quer que o leitor(a) clique e também sempre adicione uma call to action, essencial em ações de faça com que o leitor não precise rolar muito o email para encontrá-la.

Cuide da sua lista de emails como o seu bem mais valioso, mantendo-a sempre atualizada. De tempos em tempo, nós fazemos uma “limpeza” e retiramos os usuários que não abrem ou clicam em nossos emails.

Também retiramos endereços duplicados e principalmente sempre atendemos a solicitação de alguém que está na lista, mas que por algum motivo não consegue sair por conta própria. Pode até parecer contraditório fazer isso, mas acredite, é melhor ter uma lista enxuta e engajada do que uma lista gigante que não abre, não clica nos seus emails.